terça-feira, 25 de janeiro de 2011

OS EXPLORADORES EM ACÇÃO – Marina Santos

Sinopse

“Os Exploradores em Acção”, de Marina Santos e com ilustrações de Filipa Cabral, surge no seguimento do primeiro volume da colecção “Clube dos Exploradores”.

Na bonita vila azul da Ericeira, alguma coisa perturba a alegria da quadra do Natal: uma criança que precisa de ajuda e um grupo de assaltantes rondando.

Opinião

Este livro foi oferecido pela Alfarroba Edições, que mais uma vez apoiou o Prazer da Leitura na continuação do trabalho desenvolvido na divulgação de livros e mais em concreto, autores nacionais.

Após a leitura do primeiro volume desta colecção, não poderia estar mais surpreendida. A evolução que detectei de um volume para o outro é impressionante.

Este segundo volume é “fabulástico”.

Perguntam vocês. Que tipo de termo é este? Será que vem no dicionário? Não vem no dicionário, é linguagem de Explorador para Explorador.

Tinha referido na opinião do primeiro volume, “O Clube dos Exploradores”, que a escritora Marina Santos dava no decorrer da narrativa alguns conselhos, algumas lições e que aproximavam este livro, de um livro infanto-juvenil. De facto, neste segundo volume esta característica é mais notável, mas atrevo-me a dizer que é para mim uma qualidade que distingue esta colecção das que estamos habituados a ver e as quais todos conhecemos.

É tão importante oferecer uma boa leitura aos nossos jovens, como é o facto de estes poderem retirar delas lições importantes. Numa sociedade em que os mais novos quase não sabem o que é um livro, a não ser os livros da escola, é essencial que estes tenham todas as qualidades necessárias para despontar o prazer pela leitura. Esta colecção tem isso mesmo, acho que tem o poder de colocar algumas PlayStations de férias.

Posso dizer que neste volume, os Exploradores nas suas férias de Natal, deparam-se com várias situações, muitos mistérios e claro muita acção. Temos pontos de grande referência, tais como, maus tratos infantis, a importância do acto de dar sangue e a separação.

Apesar do tipo de temas, esta escritora expõem estas situações de forma suave, nada de grandes dramatismos e excessos. Tive a felicidade de falar um pouco com a escritora Marina Santos e disse-lhe que era filha de pais separados, quando era mais nova tinha muitas dúvidas e medos. Nesta história temos um contacto com esta realidade, mas esta escritora mostra o que de bom podemos tirar de uma situação que por si é má. Este é o exemplo de como a realidade é trabalhada nestes livros e das lições de deles podemos tirar, tais como: A separação não é um corte de laços afectivos, para alguns é o inicio de novas relações.

Não poderia deixar de elogiar mais uma vez o trabalho fantástico da Filipa Cabral, as ilustrações são maravilhosas.

Recomendo vivamente este livro. Se a minha avó fosse viva e eu fosse um pouco mais nova, decerto me iria comprar estes livros para eu ler e lhe fazer num serão o resumo da história (só mesmo para garantir que o tinha lido). Iria ser muito divertido…

Agora espero ansiosa por novidades!!

Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigada pelo seu comentário...