quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

HISTÓRIAS PARA CONTAR CONSIGO – Margarida Fonseca Santos e Rita Vilela

Sinopse

Aceite o desafio e entre num jogo para vencer. No final de cada história as suas escolhas irão surpreendentemente mudar a sua vida.

Histórias para Contar Consigo é um livro ou um jogo?

A partir da experiência como terapeutas, Margarida Fonseca Santos e Rita Vilela escreveram estas metáforas que nos ajudam a crescer e a conhecer-nos a nós próprios.

O livro começa com uma história e no fim dessa história somos confrontados com uma pergunta e várias possibilidades de resposta. A partir daqui estamos por nossa conta. A escolha leva-nos a uma próxima história, uma nova pergunta e assim sucessivamente. No final teremos aprendido mais sobre nós.

Opinião

Esta obra não é um livro! Para mim foi um jogo e mais importante que isso, uma terapia.

Todo este jogo começa de forma muito simples, com um diálogo entre duas personagens, que vamos encontrando sempre no final de cada conto. O primeiro conto é comum a todos, afinal é o primeiro, no seu fim encontra-se uma pergunta com várias possibilidades de resposta, que conduzem a outros contos e assim sucessivamente. O percurso que fazemos pelo livro depende de cada leitor, pois cada um retira destes contos o que acha que lhe faz mal falta, o que tem mais a ver consigo, pois temos a possibilidade de nos encontrarmos a nós próprios… esta é a sua essência. Esta possibilidade para mim foi muito importante, numa fase de recuperação de uma depressão crónica, foi fundamental conhecer-me melhor, fortalecer-me, “arrumar” as ideias e sentir-me mais “aliviada”. Cresci…

Se os leitores quiserem lê-lo seguido, podem faze-lo, mas a ideia não é essa. Acho sinceramente que não é um livro para se ler, mas para se ir lendo.

Posso dizer, garantidamente, que esta obra será uma presença constante na minha mesa de cabeceira, quando necessitar de uma ajuda para a resolução de algum problema ou mesmo para “carregar as baterias”. Tê-lo sempre disponível, para poder ser lido e relido quantas vezes forem necessárias, será o meu conselheiro pessoal.

Outra característica espantosa desta obra é a interactividade, o que podemos fazer com este livro é maravilhoso. Eu partilhei as perguntas que eram feitas no final de cada conto, no meu facebook, sem dúvida fiquei a conhecer melhor algumas pessoas. A reflexão que se fez em torno das mesmas foi espectacular, sendo que a partilha que houve de ideias e experiências, para mim foi muito gratificante. O serão de contos que assisti pessoalmente, realizado pelas escritoras, também é prova dessa interactividade. Nada melhor que o contacto directo com o público e a partilha com estas escritoras de um conjunto de sensações, que apesar de termos lido esta obra, são incrivelmente sempre diferentes.

Aconselho vivamente esta leitura, atrevo mesmo a dizer, que a considero obrigatória.



Artigos Relacionados:

Rita Vilela:





Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigada pelo seu comentário...