quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O DESPERTAR DO ADORMECIDO – Alistair Morgan

Sinopse

John Wraith, de 46 anos, recupera a consciência depois de um grave acidente; só então toma conhecimento de que a sua mulher e a sua filha de 5 anos morreram tragicamente no carro que ele mesmo conduzia. Por sugestão da irmã irá recuperar na casa de férias, em Nature’s Valley, um local remoto da costa sul-africana. É Inverno e a terra está quase deserta. Porém, conhece aí uma perturbada jovem de 17 anos, o seu pai e o seu irmão, e deixa-se atrair irremediavelmente por esta família disfuncional. Uma análise intensa sobre a perda e a obsessão que fazem de O Despertar do Adormecido um notável thriller psicológico.

Opinião

Este livro foi uma oferta da Bizâncio na sequência de um passatempo. A quem desde já agradeço o apoio editorial tão precioso que tem dado ao Prazer da Leitura.
Sem dúvida que este livro é “ um notável thiller psicológico “, que nos envolve e nos prende do principio ao fim.

A perda da sua mulher e da sua filha de 5 anos, marcam profundamente John, sentimento que é transmitido de forma clara durante toda a narrativa a par do sentimento de dor. De facto, estes dois sentimentos quase palpáveis, estão presentes ao longo de todo o livro, não só em torno de John mas de todo o enredo em si.

Quando este vai passar uns tempos em Nature’s Valley, conhece não só uma jovem de 17 anos perturbada psicologicamente, mas toda a sua família completamente destroçada por um trágico acontecimento. Toda esta envolvente, acaba por aumentar ainda mais sentimentos complexos e de perda. Algumas partes desta narrativa, acabam por ser mesmo comoventes e perturbantes.

A escrita simples e o conteúdo envolvente, contribuem para uma leitura fácil. No entanto acho que o final devia ter sido mais desenvolvido, pois fiquei com a sensação de que falta informação e que a narrativa foi cortada. No fundo o final foi muito superficial, no meu entender, gostava de saber mais pormenores.

De um modo geral, achei o livro interessante e recomendo.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigada pelo seu comentário...