quarta-feira, 1 de junho de 2011

MAGIA AO VENTO – Christine Feehan

Sinopse

A Sarah voltou para casa. Desde que Damon Wilder procurou refúgio em Sea Haven ouve-se o mesmo boato passar de boca em boca de quase todos os habitantes da pacata vila costeira. Até o vento parece murmurar o nome dela - um devaneio tão sugestivo que leva o curioso Damon até à casa da falésia de Sarah, onde procura o seu abrigo.

Mas Damon não chegou sozinho. Foi seguido por alguém até Sea Haven. Alguém que rodeia as sombras da casa Drake, onde Sarah esconde os seus próprios segredos. O perigo ameaça os dois - tal como o desejo mais premente que alguma vez sentiram - e está a apenas um sussurro de distância.

Opinião

Não conhecia, nem nunca tinha lido nada de Christine Feehan, foi estreia absoluta. Daí, não saber bem o que esperar desta leitura. Uma coisa sabia, que Christine Feehan é mestre na escrita de romances sobrenaturais, o que me deixou um pouco insegura. De facto, o sobrenatural nem de perto nem de longe, é o meu género literário preferido.

O que é certo é que gostei desta leitura, mas tenho de admitir que não me fascinou o suficiente.

A narrativa desenrola-se relativamente depressa, num sopro mesmo. Não deu tempo para que me envolvesse muito na história. Na minha opinião é uma história não muito mágica, mas mais do género policial. Existe sim algo mágico, mas sem dúvida, são os factos que sobressaem mais. Acho que este é o ponto menos positivo que encontrei neste livro, a rapidez com que se desenrola.

O que mais gostei foi o romance entre Sarah e Damon. Este romance que cresce e se fortalece, tendo como pano de fundo a vila de Sea Haven. Uma vila misteriosa, repleta de personagens interessantes.

Também gostei da história mística que envolve a família Drake, ou seja, a família de Sarah. A autora desenvolve este ponto de forma muito vaga, mas despertou na mesma em mim uma grande curiosidade.

O final, como devem compreender, soube a pouco. Gostava de ter lido mais, saber mais.

Quando cheguei às dez páginas finais pensei: Como é que a autora vai terminar esta história? Falta tão pouco para acabar o livro!! Das duas uma, ou vai haver uma reviravolta, mas não sei como a tão pouco do fim, ou então já estou a ver como vai acabar.

Pois, não foi muito emocionante, foi previsível.

Em relação á sua escrita, adorei, muito simples e bastante fluida.

Conclusão. Não sei se é como a autora escreve, se é da história em si, mas que existe algo no livro que nos “agarra”, existe.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Obrigada pelo seu comentário...